Responsive image

Confederação Nacional

dos Trabalhadores

na Saúde

Responsive image

28 de abril: Todos à greve geral!

Data: 27/04/2017 15:02:00
Crédito: Divulgação

Não bastasse a crise econômica sem precedentes, que provoca índice recorde de desemprego e corrói o poder aquisitivo da classe trabalhadora e da sociedade em seu conjunto, os poderes Executivo e Legislativo se uniram nos ataques perversos aos trabalhadores, para aprovação de propostas como as reformas da Previdência Social e trabalhista, em tramitação no Congresso Nacional, e a terceirização irrestrita, sancionada como Lei 13.429/2017.

Também no Poder Judiciário, o Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior do Trabalho vêm tomando decisões em benefício do capital e prejudiciais aos trabalhadores, a exemplo do fim da ultratividade, da prevalência do negociado sobre o legislado, rejeição da desaposentação, proporcionalidade do aviso prévio em favor do empregador, entre outras.

Ainda a despeito de buscar uma saída para a crise, propostas maléficas são desengavetadas na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. E uma enxurrada de medidas nefastas partem do Governo Federal, a exemplo da Emenda Constitucional 95/2016, que congela investimentos e reduz recursos das áreas da saúde e da educação, num extremo retrocesso dos direitos sociais. Tudo com tramitação a toque de caixa, sem negociação.

E ao trabalhador está imposta a conta que não é dele. A CNTS entende que a unidade dos movimentos sindical e social se faz necessária e urgente de forma a reforçar a luta para interferir nas decisões impostas e, assim, evitar retrocessos que sairão bem caros a toda a sociedade e, em especial, à classe trabalhadora.

Neste sentido, a CNTS e suas entidades da base participam da greve geral neste dia 28 de abril, por ser mais um passo decisivo na luta dos trabalhadores por Nenhum Direito a Menos! Estamos juntos pelos legítimos direitos e dignidade dos trabalhadores!