2
Divulgação

Convenções coletivas reduzem 48% no primeiro trimestre, aponta Dieese

Economia

Sindicatos tem optado por acordos diretamente com empresas

Por causa da crise econômica, o poder de compra das famílias reduziu muito em 2017, afetando o consumo e, consequentemente, as taxas de inflação. Em compensação, bens e serviços essenciais ou com preços administrados foram reajustados muito acima da inflação no mesmo período. É o que aponta a sexta edição do ‘Caderno de Negociação’, produzida pelo Dieese.

Quanto às negociações coletivas, o levantamento aponta que cerca de 86% das realizadas em março apresentaram ganhos acima da inflação medida pelo INPC-IBGE. O comportamento dos pisos salariais, porém, apresentou poucas mudanças. O maior continua no valor de R$ 2.962,00 – 3,1 salários mínimos –; e o menor, equivalente a um salário mínimo.

O levantamento traz ainda informações sobre atrasos no pagamento, 13º, férias e banco de horas. Confira a publicação na íntegra clicando aqui.

CNTS

Siga a CNTS
nas Redes Sociais